Artigos

Delicado é o equilíbrio que sustenta a vida

Por Karin Ricciardi | Arquiteta urbanista

São os elementos base da formação da vida: água, ar e energia solar. 

Dedico este texto à água.

Além da quantidade, é muito importante a qualidade e nossas ações tem interferido consideravelmente na composição da mesma e consequentemente na saúde no planeta.

Partimos sempre do princípio que o sistema de renova indiferente as nossas ações e adotamos como "normais" as referências que são próximas do nosso cotidiano. Nossa água, e nosso ar tornaram-se contaminados e achamos normal. Criamos parâmetros "aceitáveis" de substâncias prejudiciais sem uma base de longo termo de análise e entendemos que "tudo bem, é normal um pouco de chumbo no ar ou água..."

Logo o primeiro aspecto que gostaria de comentar é a presença de metais pesados ou tóxicos na água, proveniente de lixo industrial, de resíduos químicos, antigas instalações que diariamente despejam na rede metais como mercúrio, chumbo, cadmio e os que necessários a nossa vida, mas que tornam-se tóxicos em grande quantidade como cobre, cromo, ferro, manganês, cobalto, platina, prata, níquel e zinco.

Os metais pesados quando absorvidos por seres vivos são cumulativos no organismo, portanto não existem níveis seguros de consumo, nem par nós, nem para vida marinha. Onde será que vai para o mercúrio do atum que comemos?

Quando uma indústria possui processos de tratamento de água, ela remove estas substancias antes de lança-las a rede hídrica.

O cloro muito utilizado para desinfetar as águas, e quanto mais poluímos, mais cloro é colocado na rede hídrica. Ao ser lançado na rede, desinfeta, mas também forma um composto chamado de Trihalometanos, cujos estudos indicam como substância a tendência inflamatória.  fonte:http://www.sanepar.com.br/sanepar/sanare/v17/TRIHALOMETANOS.htm

Segundo aspecto é o aumento de resíduos de adubo agrícola e esgoto humano. Ambos tem como composição NPK - nitrato, fósforo e potássio, base para o crescimento e desenvolvimento de vegetais, porém o excesso não absorvido pelas plantas e esgoto acaba nos rios, mares e lençol freático resultando em uma explosão de algas e microorganismos, sejam eles fungos, bactérias e protozoários, gerando a eutrofização e criando as zonas mortas.

Este processo consome o oxigênio da água e acaba com a vida aquática, criando as zonas mortas, rios mortos. Alguns destes micro organismos são inofensivos, outros causadores de doenças como amebíase, giardíase, cólera, leptospirose, hepatite, esquistossomose e etc.


Fonte: EFLUENTES DOMÉSTICOS E INDUSTRIAIS - Impactos sobre recursos hídricos Controle e Formas de Tratamento Controle e Formas de Tratamento. - Renato Azevedo


Mapa "zonas mortas" - fonte: scientificamerican.com



Ou seja: faz-se necessário uma revisão de parâmetros, de como interagimos com o meio. Dependemos desde delicado equilíbrio para existir. Somos muitos e estamos alterando a composição da água, sem conhecer este efeito a longo prazo.

Até quando teremos esta baita sorte?

Ações que entendemos como importantes:

- informar e formar as pessoas a respeito. Precisamos entender sim sobre o meio em que vivemos. Biologia não é apenas para o vestibular

- tratamento de 100% do resíduos industriais e esgoto

- desenvolvimento de processos agrícolas controlados: analise de contaminação solo, rios e lençol freático. Como nós, a natureza é viva, e precisa ser entendida como tal. É preciso que haja um regulamentação mundial de práticas ecológicas que crie regras que suportem e valorizem a boa prática.

- desenvolvimento de produtos de limpeza residencial e industrial biodegradáveis. Sim na Suíça é uma realidade e aqui também pode ser.

- mudança nos hábitos de consumo: Ouvi de um fabricante de alimentos: gasta-se mais com a embalagem do que com o conteúdo. Ainda valorizamos o que impressiona em detrimento ao que edifica.

- Formar ética, educação moral e cívicas nas escolas.


Mais Notícias:

Precisamos mesmo de tantos cosméticos?

Artigos

O Romance de um assassinato em massa

Artigos

Nem “Coisas”, nem “Bens móveis”, animais são sujeitos de direito!

Artigos

Você sabia que o seu cosmético pode ter ação hormonal?

Artigos

Para onde vai a água que enxágua sua progressiva?

Artigos

Uma jornada em busca da beleza essencial

Artigos