Dermatologia e Ciência

Todas as formas de vida têm o mesmo valor

Por Adriana Leite | Médica Dermatologista e Fundadora

Eu estou na dermatologia há 24 anos e há quase seis eu acordei diferente e minhas escolhas mudaram. Olhei para minha rotina e senti que precisava de novos desafios para enriquecê-la. 

Minhas maiores paixões são os bichos e natureza. Eu não sou “alternativa“ como alguns rotulam, apenas sou fiel ao que sinto. Eu acredito no valor da vida em todas as suas formas: de um inseto a um semelhante. Tudo tem sua razão de existir, por isso não cabe a nós destruir. Precisamos todos viver em Harmonia e Equilíbrio e aquilo que acredito, eu defendo com garras. 

Vejam as abelhas: elas são as polinizadoras do planeta. Ao mesmo tempo que se alimentam do pólen, elas  auxiliam na reprodução  das flores e produzem o mel. O mel é um elemento super presente em nossa alimentação e, assim como as flores, nas composições cosméticas. Mas, enquanto dezenas de marcas de cosméticos de luxo evidenciam as propriedades exclusivas das flores raras de onde retiram seus extratos, as abelhas, que auxiliam na reprodução dessas flores, estão sumindo. Isso porque a extração do mel, como tudo que tiramos dos animais, é feita de maneira cruel. 

Então é pelas abelhas, pelas flores e pelos milhões de animais que morrem a cada ano em testes absurdos nas mãos de sádicos humanos que eu luto pelo bem estar animal. 

“Estamos zelando por sua saúde” é o argumento usado para justificar a crueldade como obrigação social, mas a verdade é que animais não falam como nós, por isso são facilmente dominados e explorados. Então é por isso que luto! Para ser uma das vozes que falam por eles, para que não morram em sofrimento e solidão nos testes cruéis que fazemos. Testes estes que nem sequer são precisos na hora de prever reações de cosméticos no corpo humano. 

Não precisamos torturar e matar para estarmos mais belos e saudáveis no século XXI, mas sim aplicar os testes digitais que já existem e são até mais eficazes para poder avaliar os verdadeiros efeitos de determinadas substâncias no corpo humano. Já existem testes in vitro, in silico, em chips e muitos outros, super fidedignos. Apenas precisamos aplicá-los para podermos tê-los em grande escala. Ou seja: precisamos que a indústria cosmética procure a ética. 

E nós, consumidores e profissionais, precisamos conhecer o processo todo das marcas que utilizamos, recomendamos. Muitas marcas estampam coelhos em seus rótulos e se auto-intitulam livres de testes e crueldade, mas e seus ingredientes? Como foram obtidos? Muitas marcas ditas ‘livres de crueldade’ possuem ingredientes testados ou de origem animal em sua fórmula. Para entender melhor, pense assim: o bolo de chocolate não foi testado em animais, mas a farinha do bolo foi. Isso se chama origem e procedência. 

Então, para encontrar essas respostas precisamos fazer verdadeiros trabalhos investigativos. Só assim para podermos compartilhar informações reais e também orientar outras pessoas a não consumir sem fazer o mesmo.

Lembrem-se: somos uma sociedade capitalista voraz e a indústria quer vender. Então, antes de comprar, considerem a rastreabilidade, origem e procedência. Se informem, questionem cada item. Poucos responderão. Estes se dizem comprometidos com a Saúde humana, mas negligenciam a saúde da terra, do ar, dos mares, da flona e da fauna e a Terra está pedindo ajuda! Muitos autores já alertam para a escassez de água potável em 2050 e isso não está tão longe assim!

Eu sou médica, nasci para cuidar, orientar e zelar e não  para ser cruel e socialmente nula. Por isso eu faço o que está ao meu alcance dentro do meu contexto: eu recolho animais de rua, me importo e cuido de pessoas em situação de rua e me tornei vegetariana para poupar os animais. Eu não colaboro com a criação de vacas leiteiras com buracos na barriga para serem manipuladas, nem com tiros nas cabeças de novilhos, tampouco com a lâmina que degola aves e suínos ou com a inseminação forçada de aves para obtenção de ovos. O resultado dessas práticas não alimenta meu corpo, só devasta e desonra minha integridade.

Se eu não sou parte disso você também pode não ser e pedir por mudanças. Lutas por melhores produtos , alimentos, cosméticos e medicamentos. Use seu poder de consumidor, afinal, se não compramos, a indústria não vende. Então, que venhamos a ser aquilo que realmente somos e queremos: Saudáveis alegres com a alma em Paz.

Que toda forma de vida seja respeitada e preservada! 

#ChegaDeCrueldade

#ÉticaNaCosmética.

Conto com VOCÊ! 

Juntos podemos mais.

cosm-eticos.org

Mais Notícias:

Movimento II - Os 6 níveis de desenvolvimento da humanidade

Dermatologia e Ciência

O cosmético que você usa pode fazer sua unha pegar fogo

Dermatologia e Ciência

Desafio: desenvolver meu primeiro perfume 100% sintético

Dermatologia e Ciência

Parabenóia: esse medo tem fundamento?

Dermatologia e Ciência

Legislação Brasileira sobre o uso de Animais Vivos no Ensino - Onde Estamos e Como Podemos Avançar?

Dermatologia e Ciência

O melhor cosmético do mundo: sua consciência

Dermatologia e Ciência